sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Já protegido da chuva

Já protegido da chuva, pôde pensar no seu amor, pôde querer o seu querer, pôde sonhar com seu prazer, e assim, em sonhos, feliz permanecer.

Já protegido da chuva, pôde arquitetar os seus futuros, programas, comidas, poesias, tudo, querer o bem, a saudade, a idade, a qualidade.

Já protegido da chuva, pôde rir de verdade, desabrochar sensibilidade, voltar a amar a outra personalidade e, se assim for, transbordar possibilidades.

Já protegido da chuva, pôde amar e, protegido da chuva, amado ser...

6 comentários:

  1. muito legal o poema,parabens pelo blog,adorei bjos!!

    descasonobrasil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei!
    Muito legal e inspirado.

    ResponderExcluir
  3. E a coincidência é que aqui está chovendo e eu estou em casa protegida da chuva.

    ResponderExcluir
  4. parabens pelo blogg!!

    da uma olhada no meu http://adamlevinebrasil.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. "Chove lá fora e aqui faz tanto frio."

    Muito bacana o uso que faz deste espaço.
    Abração do amigo "Calcanhar".
    http://soucalcanhardeaquiles.blogspot.com

    ResponderExcluir

Comentários são úteis e inúteis, faça o seu...